Viagem a Marrocos: resumo e dados práticos

Recém-desembarcado de minha pequena pausa Marrruecos, e antes de falar em profundidade sobre este lindo país, eu gostaria de ser um resumo do que foi vivido, o que foi muito bom estes dias. Nem tenho que dizer que não há problema algum, mesmo que tenhamos visto como o turismo, não sei se a bem-aventurada crise ou o medo dos países árabes, está caindo mais do que o desejado. O único “porém” da viagem foi a nefasta e vergonzante situação vivida no nosso voo de volta, que foi cancelado 3 horas antes, segundo dizem, por problemas meteorológicos. Nenhuma explicação por parte da companhia aérea com mais cara dura do mundo ( omito o nome para não dar publicidade grátis), algumas alternativas e muito cabreo entre os presentes. Nos salvou de levar pórtatil e reservar as últimas vagas de um voo para Barcelona… ¡¡Mas com o dinheiro que me custou tenho claro que o meu não é imortal mais!!!!!
Deixando de lado esse inesperado final, que não afecta uns dias inesquecíveis com alguns companheiros de viagens excepcionais, se me ocorrem muitas razões para visitar Marrocos: sua gastronomia requintada, preços muito bons, com a proximidade a Espanha, uma ampla oferta de voos disponíveis ( mas cuidado com quem voláis!!), cultura impressionante, muito boa gente e muita muita aventura…. Nós temos conduzido por suas estradas e comprovado como gasta a polícia, desfrutamos a cidade costeira de Essaouira, nos perdemos e temos sobrevivido a aglomerações no coração da Medina de Marrakech, tivemos o luxo de os Riads, esses oásis de tranquilidade, sem os quais não se entende este país, temos comido delícias em palácios, sanduíches em praças atiborradas de mercadores e gostei do delicioso chá verde. Comprovamos o ambiente de uma cidade inesquecível, Jemma El Fna, cheia de barracas, saltimbancos, músicos e vendedores que ganham a vida à base de muito esforço e algum turista fácil convencer… Nós regateado em seus mercados, apesar de que os espanhóis nos chamem de “bancarrota” e verificado como este humilde povo mantém costumes ancestrais, apesar do ano em que vivemos.
Alguns dados práticos sobre Marrakech e Essaouira
– População: Marrakech tem mais de um milhão de habitantes e Essaouira conta com cerca de 70.000 habitantes.
– Língua: O árabe e o berbere. O francês é muito comum e é a língua do comércio. O português é falado em muitas regiões, especialmente no norte do país.
– Clima: Marrakech tem 20 graus de temperatura média anual, com verões muito quentes.Essaouira tem boas temperaturas durante todo o ano e muito vento, ideal para os amantes do surf.
– Saúde: É aconselhável ter um seguro médico e levar algum medicamento para pequenas doenças, especialmente as relacionadas com o estômago.
– Vistos: Passaporte em vigor com data de validade superior a 6 meses.
– Tomadas: Não há problemas, são do tipo europeu.
–Hora: uma hora a menos que em Portugal, no inverno, dois a menos que no verão.
– Moeda: Dirham. 11 dirhams equivalem a um euro.
– Transporte: Nós alugamos carro para ir para Essaouira ( 100 euros (dois dias). Também há ônibus que ligam as duas cidades diariamente. 2:45 da viagem, se não vos perdéis…
– Acomodação: É quase um dever a sua estadia em Riad, de acomodações com encanto localizados em casas tradicionais das medinas. O atendimento personalizado e a tranquilidade são as suas senhas de identidade. Em Essaouira desfrutamos do Riad Dar Liouba e em Marrakech temos hospedado no Riad Amina e Riad Boussa, ambos em Medina.
– Para mais informações sobre passeios, hotéis e circuitos em Marrocos, K. I. T Voyages.

Há tantas histórias e tanto que contar, em uma viagem a Marrocos que não sei por onde começar. Sirva este vídeo, “Marrruecos do meu Iphone” como um aperitivo do que iremos contando nesta humilde página de viagens que só pretende incentivá-los a viajar para entender melhor o mundo em que vivemos.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *